Cruzeiro cala La Bombonera

Em 26/08/2016 16:04

Cruzeiro cala La Bombonera

Cruzeiro cala La Bombonera

Cruzeiro e Boca Juniors sempre fizeram jogos eletrizantes. Hoje vamos destacar um em especial. Afinal, não é qualquer time que vence o Boca Juniors em plena La Bombonera. O jogo era válido pela fase de grupos da Taça Libertadores. O ano era 1994. Cruzeiro tinha em seu elenco jogadores como Dida, Nonato, Roberto Gaúcho, e um tal de Ronaldo, com apenas 17 anos, despontava ainda como promessa. O Boca, por sua vez, tinha jogadores como Navarro Montoya, Javier Mac Allister e Mancuso. Tinha tudo pra ser um grande jogo. E foi.

No primeiro tempo, o Boca pressionou o Cruzeiro em seu campo. Dida fez defesas fantásticas. Salvou o Cruzeiro, como era seu costume.

Veio o segundo tempo, e com ele, uma nova postura do time Celeste. Cruzeiro se aventurou mais no ataque, equilibrando a partida.

Foi então, que numa cobrança de falta espetacular, o lateral direito Paulo Roberto abriu o placar aos 14’ do segundo tempo. O Cruzeiro então tomou as rédeas do jogo. E aos 27’ da segunda etapa, Roberto Gaúcho ampliou para a Raposa.

O Clube Celeste então segurou a partida até os 45’ dpo segundo tempo, quando Acosta que havia entrado no lugar de Carranza, fez o gol do time argentino.

Com a vitória, o Cruzeiro se tornou o segundo time brasileiro a vencer o Boca na Bombonera. Antes, apenas o Santos de Pelé tinha conseguido o feito, em 1963.

 

 

Ficha do Jogo

Boca Juniors 1 x 2 Cruzeiro

Terceira Rodada da fase de grupos da Libertadores

Data: 16 de Março de 1994

Estádio: La Bombonera

Público: 29.977

Árbitro: Jorge Nieves (URU)

 

Escalações

Boca Juniors

1- Navarro Montoya

2- Diego Soñora

3- Raúl Noriga

4- Alejandro Giuntini

5- Carlos Javier Mac Allister

6- Raúl Peralta

7- Alejandro Mancuso

8- Jose Alberto Marcico

9- Luiz Alberto Carranza Substituição realizada  de jogo (Beto Acosta)

10- Sérgio Martinez

11- Rúben da Silva Substituição realizada  de jogo (Carlos Tapia)

Técnico: Cesar Luiz Menotti

         

  Cruzeiro

1-   Dida

2-   Paulo Roberto

3-   Célio Lúcio

4-   Luizinho

5-   Ademir

6-   Nonato

7-   Douglas

8-   Luís Fernando

9-   Ronaldo

10-      Macalé Substituição realizada  de jogo (Cleisson)

11-      Roberto Gaúcho

Técnico: Ênio Andrade

 

Por: Mateus Batista



Mais Sobre Clássicos

Nenhum resultado encontrado.