Dida

Dida

Nelson de Jesus da Silva, mais conhecido como Dida ( Irará, Bahia, 7 de Outubro de 1973 ) defendeu o Cruzeiro entre 1994 e 1998, tendo sido peça fundamental ao time, principalmente pelas conquistas da Copa do Brasil de 96 e da Libertadores de 97. Foi também tetracampeão mineiro ( 94, 96, 97 e 98 ) e Campeão da Copa Ouro ( 1995 ).

De jeito tímido e reservado, o baiano de 1,95 era um gigante não só por sua estatura, mas também por sua perfomance dentro de campo. Misturando frieza e eficiência, Dida ficou conhecido por se destacar em cobranças de pênaltis, onde o arqueiro sempre se sobressaía com suas defesas.

O auge:

Em 1996, o Cruzeiro enfrentaria a fortíssima equipe do Palmeiras, conhecida na época como " Seleção Parmalat ". Após empate em 1a1 na capital mineira, o título palmeirense parecia questão de tempo para a imprensa e para o próprio Palmeiras, que aos 5 minutos saiu na frente da equipe Estrelada com gol de Luisão.

Aos 25 da primeira etapa, Roberto Gaúcho empatou o jogo, deixando em silêncio a torcida da equipe mandante.

A partir daí, começava a brilhar a estrela do baiano, que após incessantes milagres viu o time Celeste virar o jogo com Marcelo Ramos, de forma heroica, após falha grotesca de Velloso, garantindo assim o Bicampeonato da Copa do Brasil ao Maior de Minas.

Em 1997, Dida faria história novamente. Após um começo pífio na Libertadores, o Cruzeiro reagiu e conseguiu avançar rumo ao que seria uma conquista histórica.

Dida teve participação fundamental como sempre, principalmente na reta final do torneio, onde defendeu dois pênaltis contra o Colo Colo em Santiago nas semifinais e depois na grande final, onde fez defesa milagrosa após rebote dado por ele mesmo em cobrança de falta contra o Sporting Cristal.

Suas boas atuações e sua fama de exímio pegador de pênaltis chamaram atenção do Milan da Itália, que em 1998 tirou o arqueiro do Maior de Minas.

Desde então, ficaram as lembranças de um dos maiores goleiros que já vestiram o Manto Estrelado.

                                             Títulos

•                Copa Libertadores 1997

•                Copa do Brasil 1996

•                Campeonato Mineiro 1994, 1997, 1998

 

 



Outros Ídolos Celestes