VITÓRIA NA RAÇA

Cruzeiro vence Palmeiras por 1 a 0, em partida que o Palmeiras abusou do grito e do mimimi

Em 12/09/2018 12:04

VITÓRIA NA RAÇA

O Palmeiras até que tentou vencer o jogo. Mas além de perder, exagerou no teatro, na reclamação, na chatice, no mimimi nojento. Time grande ganha no futebol! Tentou ganhar no grito e, até certo ponto, estava comandando a arbitragem, que não usou dos mesmos critérios para apitar para cada lado. Se reclamação fosse caso de expulsão, Dudu, Willian, Bruno Henrique e Weverton deveriam ter saído do jogo. Mas quem saiu foi Edilson, em um lance que falou um pouco mais alto. A expulsão mudou o jogo e o Cruzeiro, que antes jogava no contra-ataque, apenas se defendeu. E Fábio foi monstro de novo.

O goleiro celeste fez três grandes defesas, além de ver a bola bater no travessão por duas vezes. A primeira grande defesa, aliás, resultou no contra-ataque que abriu o placar da partida e acabou definindo o resultado. Barcos recebeu belo passe de Robinho e tocou na saída de Weverton. No intervalo o camisa 1 do Palmeiras falou que o time voltaria para empatar e virar. Bom, está aí, senhor "fala muito". Podia ter ao menos feito como Felipão, que aplaudiu o gol celeste, que realmente foi bonito.

No segundo tempo, Felipão pôs o time para frente. O Cruzeiro, que já tinha efetuado uma substituição por lesão - perdeu Arrascaeta, entrando Rafinha -, acabou tendo que fazer outra: Robinho sentiu o músculo adutor e foi substituído por Bruno Silva. Robinho estava sendo um dos grandes nomes em campo e a saída dele fez o time perder toque de bola e contra-ataque. Mais à frente, Mano pôs Raniel em lugar de Barcos. Pouco alterou o jogo, uma vez que o Palmeiras jogou quase de forma "kamikaze". Todo ataque, o Cruzeiro foi todo defesa. E Fábio voltou a salvar. Outras duas defesas fantásticas, uma delas evitando gol contra de Egídio, já perto dos 45min do segundo tempo. 

Deu Cruzeiro! Vantagem adquirida com muito mimimi, principalmente pelo fato de o Palmeiras ter feito um gol no último lance (52min). O gol, muito irregular, pois foi falta em Fábio, foi corretamente apitado pelo árbitro que, se por um lado quis aparecer, mas por outro acabou não interferindo no placar. 

 

Por: João Vitor Viana



Últimas Notícias

Em 20/09/2018

VARgonha

VARgonha

Em 15/09/2018

Mistão quente?

Mistão quente?




História

Títulos

Ídolos Celestes

Jogadores Clássicos

Torcida

Mantos Celestes

Clássicos

Cruzeirenses Ilustres

Estatísticas

Curiosidades

TV Nação

Humor

Cliques da Nação

Artistas Celestes

Gatas Celestes

Tabelas

Calendário de Jogos

Downloads