VITÓRIA NA RAÇA

Cruzeiro vence Palmeiras por 1 a 0, em partida que o Palmeiras abusou do grito e do mimimi

Em 12/09/2018 12:04

VITÓRIA NA RAÇA

O Palmeiras até que tentou vencer o jogo. Mas além de perder, exagerou no teatro, na reclamação, na chatice, no mimimi nojento. Time grande ganha no futebol! Tentou ganhar no grito e, até certo ponto, estava comandando a arbitragem, que não usou dos mesmos critérios para apitar para cada lado. Se reclamação fosse caso de expulsão, Dudu, Willian, Bruno Henrique e Weverton deveriam ter saído do jogo. Mas quem saiu foi Edilson, em um lance que falou um pouco mais alto. A expulsão mudou o jogo e o Cruzeiro, que antes jogava no contra-ataque, apenas se defendeu. E Fábio foi monstro de novo.

O goleiro celeste fez três grandes defesas, além de ver a bola bater no travessão por duas vezes. A primeira grande defesa, aliás, resultou no contra-ataque que abriu o placar da partida e acabou definindo o resultado. Barcos recebeu belo passe de Robinho e tocou na saída de Weverton. No intervalo o camisa 1 do Palmeiras falou que o time voltaria para empatar e virar. Bom, está aí, senhor "fala muito". Podia ter ao menos feito como Felipão, que aplaudiu o gol celeste, que realmente foi bonito.

No segundo tempo, Felipão pôs o time para frente. O Cruzeiro, que já tinha efetuado uma substituição por lesão - perdeu Arrascaeta, entrando Rafinha -, acabou tendo que fazer outra: Robinho sentiu o músculo adutor e foi substituído por Bruno Silva. Robinho estava sendo um dos grandes nomes em campo e a saída dele fez o time perder toque de bola e contra-ataque. Mais à frente, Mano pôs Raniel em lugar de Barcos. Pouco alterou o jogo, uma vez que o Palmeiras jogou quase de forma "kamikaze". Todo ataque, o Cruzeiro foi todo defesa. E Fábio voltou a salvar. Outras duas defesas fantásticas, uma delas evitando gol contra de Egídio, já perto dos 45min do segundo tempo. 

Deu Cruzeiro! Vantagem adquirida com muito mimimi, principalmente pelo fato de o Palmeiras ter feito um gol no último lance (52min). O gol, muito irregular, pois foi falta em Fábio, foi corretamente apitado pelo árbitro que, se por um lado quis aparecer, mas por outro acabou não interferindo no placar. 

 

Por: João Vitor Viana



Últimas Notícias

Em 26/03/2019

Enfim, chegaram!

Enfim, chegaram!

Em 26/03/2019

Semifinal definida

Semifinal definida

Em 25/03/2019

Mudanças e saída

Mudanças e saída




História

Títulos

Ídolos Celestes

Jogadores Clássicos

Torcida

Mantos Celestes

Clássicos

Cruzeirenses Ilustres

Estatísticas

Curiosidades

TV Nação

Humor

Cliques da Nação

Artistas Celestes

Gatas Celestes

Tabelas

Calendário de Jogos

Downloads