Pedrinho e Mattos saem. Motivo: Benecy Queiroz

Vice-presidente de futebol deixa o clube e Mattos vai em solidariedade

Em 09/01/2020 11:13

Pedrinho e Mattos saem. Motivo: Benecy Queiroz

O vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Pedro Lourenço, deixou o clube após quase duas semanas de entrar junto com um grupo de empresários e formarem um Núcleo de Transição. Segundo matéria publicada pelo jornal O Tempo, o dono dos Supermercados BH teria se reunido nessa manhã com Saulo Froes, Dalai Rocha e André Argolo e, na visão do repórter, com "cara de poucos amigos". Mais tarde, ele confirmou sua saida.

Em declaração, afirmou que nunca abandorará o Cruzeiro e que estava vivendo uma situação desconfortável como gestor. "Eu tenho meu modo de ser, meu modo de trabalhar e um grupo de futebol é muito diferente de empresa, muitos palpites, muita cobrança, as pessoas não tem nem a menor ideia do que está acontecendo no clube. Não é fácil pegar um jogador que ganha R$ 750 mil e na minha posição de empresário, que tem o respeito de todos, oferecer para o cara R$ 150 mil que o Cruzeiro não tem como pagar. É triste, muito triste para mim. As pessoas não entendem, parte da imprensa não entende. Eu fui lá na reunião para expor os problemas, pagar salário da equipe que é nova e é o futuro do Cruzeiro, que não tem dinheiro. Paguei o ônibus que tava no reboque. As coisas que acontecem no Cruzeiro, a torcida não merece isso, tem que fazer uma eleição, ter um presidente. Peço desculpas por desapontar, mas nunca abandonarei o Cruzeiro", disse.

É de salientar que Pedro Lourenço tem sido uma pessoa ativa no clube, ajudando, principalmente, financeiramente. Além de patrocinar o Cruzeiro na frente da camisa, ainda ajuda o clube na aquisição de atletas. Esse ano, comprou 50% de Orejuela, por exemplo. Num passado não tão distante, ajudou o clube a comprar Arrascaeta.

Junto a ele, Alexandre Mattos deixa o clube. O diretor de futebol, que ficaria 60 dias, ainda que voluntário no clube, sai em solidariedade, já que Pedrinho o trouxe para auxiliar nas negociações.

Informações de bastidores dão conta que após a saída de Vittorio Medioli, a chance de Pedro sair aumentou e ficou quase insustentável. Dias depois, aquilo ventilado acabou se confirmando. E mais: a saída de Medioli se deu pelo mesmo motivo da de Pedrinho: Benecy Queiroz.

De acordo com informações recebidas pelo Hoje em Dia, em reportagem assinada pelo jornalista Guilherme Piu, "há dentro do Conselho de Notáveis quem apoie a permanência de Benecy Queiroz e o coloque como "intocável" mesmo com a pressão que vem de fora. Tudo isso pela longa relação de amizade que existe entre o próprio Benecy e quem tem agido como um "escudo" para o dirigente". Piu ainda afirma que "a permanência de Benecy Queiroz foi, ainda segundo informações recebidas pela reportagem, um dos motivos que acelerou o desligamento do CEO Vittorio Medioli, que desejava retirar todos os dirigentes ligados à diretoria anterior, mas não teve apoio em massa para tal. Além das questões legais por conta das atribuições do empresário, atual prefeito de Betim, os "conchavos políticos" escancararam uma certa divisão no "coração" do Conselho Gestor".  

Certamente a torcida tomará as dores dessa saída e nas redes sociais, hoje, deverão criar algum movimento para a saída de Benecy, como já vem sendo feito há alguns dias, mas com mais intensidade.

NAÇÃO 5 ESTRELAS



Últimas Notícias




História

Títulos

Ídolos Celestes

Jogadores Clássicos

Torcida

Mantos Celestes

Clássicos

Cruzeirenses Ilustres

Estatísticas

Curiosidades

TV Nação

Humor

Cliques da Nação

Artistas Celestes

Gatas Celestes

Tabelas

Calendário de Jogos

Downloads