Quem vai assumir o BO?

Após duas negativas, Cruzeiro segue em busca de um treinador com perfil adequado e que tenha aprovação da torcida.

Em 12/10/2020 18:42

Quem vai assumir o BO?

Depois da demissão do técnico Ney Franco ao fim da partida contra equipe do Oeste, o Cruzeiro começou a buscar por um novo comandante para a sequência da Série B. Entre muitos nomes especulados, os mais citados eram o do Lisca, atual treinador do América e Luiz Felipe Scolari, o Felipão. Porém, nesta segunda-feira as duas opções mais cotadas para assumir o comando do Cruzeiro rejeitaram a possibilidade.

Lisca foi procurado pela diretoria da Raposa e despertou certa euforia na torcida, já que, para muitos, o treinador do América seria a melhor escolha. O Cruzeiro até tentou uma investida apostando que o ano do centenário chamaria atenção de Lisca e o faria deixar a equipe do América. No entanto, o técnico rejeitou o convite e disse que tem um compromisso com o Coelhão.

O caso de Luiz Felipe Scolari chama mais atenção: Na última semana surgiu boatos de que Felipão estaria disposto a assumir o Cruzeiro e a própria torcida já fazia campanha pela vinda do treinador. O curioso é que, desde a saída de Enderson Moreira, Felipe Scolari já demonstrava esse interesse de comandar o Cruzeiro mas na época, a diretoria alegou que o ex- técnico da Seleção não tinha o perfil na qual estavam buscando e acabou por trazer Ney Franco. Novamente após a demissão de ontem, Felipão estaria disposto a vir para BH mas, a diretoria foi em busca de Lisca e só quando o mesmo rejeitou a proposta feita pela Raposa, a direção tentou a contratação de Luiz Felpe Scolari que dessa vez, recusou.

Assim, com duas negativas, o Cruzeiro parece não saber quem deve assumir a equipe. Os nomes especulados até agora são: Dorival, Thiago Larghi e Tiago Nunes. O plano de treinar em Atibaia que na teoria seria para melhorar o rendimento nos treinamentos, definitivamente não deu certo pois agora, não há técnico para comandar atividades em menos de uma semana. Resultado: Dinheiro gasto atoa. Será extremamente difícil encontrar um técnico dentro da realidade do clube, com uma boa bagagem e que seja do gosto da torcida. Sendo realista, é preciso trazer alguém que salve o clube da zona de rebaixamento e que tenha coragem de tirar de campo aqueles que nada rendem e dar espaço aos que mostram o mínimo de vontade.

Lembrando que a vinda de Ney Franco foi muito rejeitada pela torcida e mesmo assim, Sergio Santos Rodrigues bancou a contratação e deu no que deu. É preciso que o “Novo Cruzeiro” escute seus torcedores, mais uma aposta errada, será um tiro no próprio pé.

Por: Vivian Rafaelly



Últimas Notícias




História

Títulos

Ídolos Celestes

Jogadores Clássicos

Torcida

Mantos Celestes

Clássicos

Cruzeirenses Ilustres

Estatísticas

Curiosidades

TV Nação

Humor

Cliques da Nação

Artistas Celestes

Gatas Celestes

Tabelas

Calendário de Jogos

Downloads