2019 promete

Poucas saídas, ajustes nas chegadas e negócios com emprestados

Em 20/11/2018 04:43

2019 promete

O Cruzeiro é um time experiente e que aprendeu que a manutenção da comissão e dos principais jogadores é a chave para se ganhar títulos. E assim continuará. Se fora das quatro linhas algumas coisas estão acontecendo, como negociações de patrocínios, outras, como a negociação de atletas, também. É assim com vários, inclusive com alguns emprestados.

Mayke, por exemplo, é um jogador que está emprestado ao Palmeiras até o final desse ano. Titular da posição, ainda mais com a contusão de Marcos Rocha, e indo bem, como na vitória sobre o América, é bem provável que o clube paulista, com investimento da Crefisa, adquira o jogador de forma definitiva. Junto a isso pesa o fato de ele ter brigado com vários jogadores do Cruzeiro em confrontos pela Copa do Brasil desse ano, em especial com Sassá, de quem tomou um soco na cara. E outros jogadores que estão emprestados também não interessam à comissão, que prefere falar que o grupo atual deve ser mantido, com uma ou outra mudança.

Um site esportivo publicou hoje que os laterais celestes foram uma grata surpresa. Quanto a Patrick Brey, concordo. Quanto ao Ezequiel, não mesmo. Se teve uma partida que ele teve a chance de fazer algo foi diante do Vitória. E nem assim conseguiu fazer um golzinho ou um passe para gol. Para 2019, se alguém quiser, pode negociar. Vejo nele o mesmo potencial que vi em Fabiano, hoje no Internacional: nenhum. Outros atletas que podem não continuar são aqueles com contratos vencendo no meio do ano, casos de Lucas Silva (foto) e Barcos. No entanto, uma avaliação da comissão, principalmente durante o primeiro semestre determinarão a continuidade de ambos, quem sabe, por mais seis meses.

Quem chega?

O discurso interno no clube é que ao menos quatro jogadores vão chegar para o ano que vem. Um quinto poderia ser contratado em caso da saída de alguém, por exemplo, Arrascaeta. Mas o clube quer segurar o uruguaio até o meio do ano ao menos, principalmente visando a Copa América. Uma boa apresentação dele tanto na Libertadores quanto na competição mundial pode valer uma valorização ainda maior. 

Por: João Vitor Viana



Últimas Notícias




História

Títulos

Ídolos Celestes

Jogadores Clássicos

Torcida

Mantos Celestes

Clássicos

Cruzeirenses Ilustres

Estatísticas

Curiosidades

TV Nação

Humor

Cliques da Nação

Artistas Celestes

Gatas Celestes

Tabelas

Calendário de Jogos

Downloads