Empatia, dinheiro, respeito...

Cruzeiro precisa fazer o básico para voltar aos trilhos

Em 08/06/2021 11:47

Empatia, dinheiro, respeito...

A comunicação do Cruzeiro é fraquíssima! Ninguém sabe quem pe o diretor. O marketing vive dando tiro no pé e falando por aí que o sócio está "bombando". Sócio bombando é sinônimo de pagamento em dia, de não se abrir mão de uma sede administrativa e de um time mais forte do que vemos. O Novo Cruzeiro é uma mentira falada, cantada e escrita, já que o clube basicamente se pronuncia por meio de notas.

Administração perdida, que possui um presidente incompetente e que não entende de futebol, auxiliado por outros, tão ruins quanto e, abaixo, um treinador que perdeu o comando da equipe por não entender o próprio esquema criado.

Falta ao Cruzeiro empatia com o torcedor. Isso implica em proximidade, em ouvir, em agir em conjunto. Futebol não é só dinheiro, mas se entrar no cofre, é melhor. E aproximação traz isso, dá ao torcedor a força que ele tanto pede, dá importância a uma voz, hoje calada. E, sem dúvidas, falta respeito com o maior patrimônio do clube: a torcida. Se não pode aglomerar, nada é feito para o clube chegar até ela. Fazem lançamentos de uniforme em momentos ruins, criam um "Crupix" ridículo - e pior, ainda divulgam números cretinos - e não sabem lidar com uma China Azul.

Clube sem posicionamento, calado na "questão Caboclo" e que corrobora com diversos escândalos. Infelizmente o Cruzeiro não tem feito o básico. E assim como em 2020, 2021 começou com menos seis pontos. O time, hoje, é a cara de seu presidente.

Por: João Vitor Viana



Últimas Notícias




História

Títulos

Ídolos Celestes

Jogadores Clássicos

Torcida

Mantos Celestes

Clássicos

Cruzeirenses Ilustres

Estatísticas

Curiosidades

TV Nação

Humor

Cliques da Nação

Artistas Celestes

Gatas Celestes

Tabelas

Calendário de Jogos

Downloads