A torcida é o limite!

Diretor de Marketing do Grupo Renner afirma que valor do patrocínio dependerá do apoio da China Azul

Em 12/02/2019 12:19

A torcida é o limite!

                                                                                         

Se há uma coisa que o Marketing preza é a "via de mão dupla". Ou seja, para o produto ser bem vendido, precisa de um mercado para ele. O futebol parece ter entendido essa metodologia. Ao mesmo tempo que o clube não é uma loja de roupa ou de produtos, que lança algo no mercado e espera que o consumidor compre, o anunciante não está pagando somente para ter o nome estampado ali, como se fosse um sonho de consumo ou uma vontade. A empresa quer ter o seu nome visto e o seu produto comprado. Juntando a vontade da empresa e o conceito de Marketing, Cruzeiro e Banco Renner deverão assinar uma bela parceria até o fim dessa semana. Quem atesta isso é o diretor de Marketing do próprio banco, Thiago Urbaneja. Ou seja, todo aquele mistério sobre o próximo patrocinador máster caiu por terra. Será o Banco Renner e a marca "Digi+" será estampada na camisa. Dinheiro no bolso, patrocínio na camisa e time forte em mente.

"Está apalavrado, estamos formalizando. Devemos assinar o contrato nesta semana. É a nossa conta Digimais. É um banco digital e, portanto, nacional. Começamos no ano passado, com garra para crescer e expandir nacionalmente. A gente não pensa em trabalhar regionalmente, mas sim nacionalmente. Nosso banco hoje tem 200 mil clientes e sempre temos grandes objetivos. Acima de tudo, temos otimismo para 2019. A parceria com o Cruzeiro vem ao encontro de tudo isso”, disse, em entrevista, a um site esportivo.

Thiago ainda afirmou que o Cruzeiro deverá ter a marca "Digi+" na camisa: "Nosso banco é o Digimais. Vamos estampar algo para potencializar nossa marca e também a do Cruzeiro". Segundo o diretor, a conversa já vem de longo período e partiu do Cruzeiro o interesse em fazer uma parceria. "O Cruzeiro nos procurou, conversamos, tivemos boa empatia, boa conversa. Parte da nossa expansão passa por Minas Gerais, enxergamos um potencial, e o Cruzeiro é um grande clube. Queremos o banco forte, não posso dizer que não é o nosso objetivo, mas também acreditamos que faremos o Cruzeiro mais forte com a parceria", disse.

                                                                                         

Meta

O Banco Renner, hoje, possui um ativo de cerca de R$ 1,4 bilhão e um patrimônio estimado em R$ 155 milhões. Com 200 mil clientes, a meta é que isso chegue a cerca de 1,5 milhão. Isso traria um aumento significativo de clientes ao banco, com uma movimentação gigantesca de dinheiro, o que seria benéfico também para o Cruzeiro. "Eu acho que o potencial da parceria não tem limite. O que nós estamos propondo, esse modelo de negócio, vai ser do tamanho que o torcedor quer que seja. Não posso te especificar um tamanho, mas acreditamos e o que queremos é ter um banco forte, mas também proporcionar, através dessa parceria, um Cruzeiro mais forte. Um time capaz de se fortalecer para a torcida. O limite dessa parceria é o limite da torcida", finalizou.

Por: João Vitor Viana



Últimas Notícias