Agiliza Zema!

Cruzeiro entregou ofício ao Governador requerendo o controle do Mineirão. Bastidores esquentam!

Em 09/04/2019 16:02

Agiliza Zema!

                                                                                      

A gestão Gilvan de Pinho Tavares iniciou uma animosidade incrível com a Minas Arena anos atrás. sem consenso sobre aquilo devido, a concessionária pleiteia valores na justiça e, na semana em que o Cruzeiro faz dois jogos decisivos, inclusive de final de campeonato, seu presidente vem a público falar de assunto que deveria ser discutido entre as partes ou na justiça. E mais uma vez vê-se uma briga pela imprensa, o que em nada ajuda o clube.

De um lado fala-se em dívida de R$ 26 milhões. O Cruzeiro reconhece uma dívida de R$ 350 mil, a ser quitada, e desconhece outras, da gestão anterior. Itair Machado, inclusive, disse que 25% da renda dos jogos do Maior de Minas sempre são endereçadas a uma conta judicial para que, ao final do imbróglio, caso o Cruzeiro seja devedor, já faça o pagamento. "Há cerca de R$ 10 milhões lá", disse o vice-presidente de futebol do clube em uma entrevista a uma rádio.

No entanto, há como resolver tudo isso: a Minas Arena poderia sumir. Literalmente, acabar. Para isso, necessário é que o governador do Estado, Romeu Zema, passe ao Cruzeiro ou mais algum interessado em concomitância, o controle da gestão. Há anos o Estado controlada, através da Ademg, mas depois da reforma para a Copa do Mundo a Minas Arena assumiu o posto, com contrato até 2037. Esse contrato pode ser finalizada a qualquer tempo, sendo preenchidos aquilo exposto expressamente em contrato.

Por causa dessa brigas infindáveis pela imprensa, o Cruzeiro entregou m ofício ao governador há alguns dias e aguarda por um desfecho. No ofício, o Cruzeiro se mostra favorável e apto a gerir o estádio e alerta para os erros que ocorrem na gestão da concessionária. Segundo a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), "um diálogo está sendo feito com os atores envolvidos". 

Palavras do Itair

- Dívida: "A nossa gestão deve R$ 350 mil, que vão ser pagos. O outro valor, o Cruzeiro ainda não deve, porque está sob júdice, um valor, se eu não me engano de R$ 12 milhões, mas a maioria já está bloqueado, porque o Cruzeiro tem depositado 25% da renda e com isso, já temos quase R$10 milhões na Justiça. Então, é fácil de resolver".

- Ofício ao governador: "Estivemos com o governador, há 15, 20 dias, entregamos ofício, explicando toda a situação, explicando que o Cruzeiro quer administrar o Mineirão. Pra ele levantar os erros que tem lá, acabar com o contrato dessas empresas – inclusive uma delas é da Lava-Jato, não sei falar qual".

- Copa América: "O contrato diz que Cruzeiro não tem que abrir mão por causa da Copa América. E cada jogo que o Cruzeiro deixar de jogar lá eles terão que pagar R$ 2 milhões".

- Gestão dividida como rival: "Isso aqui acho que é impossível. Depende das pessoas. Teria que ter bom relacionamento com o Atlético. E nós não temos. Conversam uma coisa com a gente e depois mudam. Várias vezes desafiamos a Federação a propor renda divida, público divido... Que dia que ela manifestou? Porque ela rege a cartilha do lado de lá. Mas não é momento. É semana de clássico. Queremos que esse jogo seja, realmente, um clássico maravilhoso!".

 

Por: João Vitor Viana

 

 



Últimas Notícias

Em 17/07/2019

Classificado!

Classificado!

Em 16/07/2019

Torcida é isso!

Torcida é isso!

Em 16/07/2019

Dia D

Dia D