Notas da Toca

Sábado é dia de resumão e de muitas notícias do Maior de Minas

Em 17/08/2019 09:06

Notas da Toca

Todos os sábados a gente repercute, aqui, o que de mais importante aconteceu no Cruzeiro. Apesar de ter sido uma semana de mudanças, que marcou-se pela chegada de Rogério Ceni, como novo técnico do Maior de Minas, foi um período relativamente tranquilo.

A imprensa meio que tentou encher a paciência de Rogério logo na chegada. Uns julgaram, em seus programas, o novo treinador celeste. Galvão Bueno disse que sempre cumpriu seus contratos. Mas uma coisa eu duvido: se ele estivesse na Rede TV! e a Globo o chamasse se ele recusaria. Lógico que não. Mas são dois pesos e duas medidas. Infelizmente vivemos momentos de julgamentos o tempo todo. Mas as pessoas dificilmente se põe no lugar da outra antes de emitir opinião. Rola, aqui, um... "cala a boca, Galvão?". Acho que cabe, como cabe também a alguns jornalistas mineiros, que como dizia Adilson Batista, odeiam o Cruzeiro, pois "o Cruzeiro incomoda muita gente". Mas a gente, que vive o futebol, sabe o porquê do Rogério não ter aceitado o convite do rival. Afinal, para que aceitar treinar o Espanyol se o Barcelona é uma possibilidade?

Mas são águas passadas. Rogério analisa o elenco e após ver em campo, diante do Santos, os atletas que tem à disposição, fatalmente indicará a chegada de um ou outro jogador. O nome de Jucilei circulou na Toca da Raposa durante a semana e tem boa aceitação de Ceni. O jogador viria para a vaga de Romero. Aliás, o "bafafá" da semana envolveu Cruzeiro e Independiente. O time argentino queria que a CBF liberasse os documentos para que ele fosse inscrito por lá. Contudo, os argentinos não haviam pago ao Cruzeiro ainda. Mas depois do embate acabou pagando e o Cruzeiro já usou o dinheiro para quitar salários de atletas e funcionários, que estavam atrasados desde o dia 7.

Outra notícia que também chamou a atenção foi a final do Campeonato Brasileiro Feminino, em que o Cruzeiro é finalista. A partida, a pedido da torcida, será no Mineirão, às 14h, dia 25 de agosto. Quanto ao futebol feminino, uma nota triste, haja vista a falta de competência da FMF. Lamentável o posicionamento dela frente aos clubes. Reunião da sede da instituição terminou sem acordo e, ao que parece, não haverá campeonato mineiro em 2020. Uma pena para um esporte que precisa de incentivo. 

Voltando ao futebol masculino profissional, uma das novidades do Cruzeiro diante do Santos, domingo, às 16h, será Rogério Ceni. Ele teve o seu nome publicado no BID e está liberado para ficar no banco. Mais de 30 mil pessoas já estão garantidas para a partida, que tem tudo para ser uma retomada do Cruzeiro no Brasileiro.

Por: João Vitor Viana

 



Últimas Notícias

Em 17/09/2019

Não sabe perder

Não sabe perder

Em 17/09/2019

Clamor popular

Clamor popular