Luvas de ouro

Fábio garante empate celeste na Arena da Baixada. 0 a 0 e subida na tabela

Em 07/11/2019 00:36

Luvas de ouro

O goleiro Fábio foi a grande figura do Cruzeiro na noite desta quarta-feira. Em um jogo complicado diante do Athletico-PR, Fábio foi o destaque, principalmente no primeiro tempo, quando evitou pelo menos três ataques importantes dos donos da casa. Gigante, foi o melhor em campo e, se por um lado, o Cruzeiro não venceu, ao menos não perdeu. 0 a 0 levou o clube mineiro temporariamente à 14ª posição.

Com Robinho em lugar de Thiago Neves, o Cruzeiro não entrou tão modificado taticamente. Trabalhou a bola, marcou em cima, mas deu espaço ao time da casa, que não sentiu, de início, a ausência do técnico Tiago Nunes, demitido ontem, depois de acertar que vai treinar o Corinthians em 2020. Na pressão, Fábio se destacou, sendo um monstro em cabelaças e chutes de perto e de longe. No primeiro tempo, o Cruzeiro pouco chegou. Uma bola em chute de longe de Dodô e outra tentativa despretenciosa do ataque celeste, com Sassá.

Já no segundo tempo, o Cruzeiro encaixou mais e Sassá chegou a marcar. No entanto, na repetição da jogada notou-se toque de mão visível do atacante. Ele, que já tinha cartão amarelo, acabou expulso. Com um a menos, atacar ficou para o segundo plano e a garantia do empate virou a meta. Tanto que aos 30min Abel já tinha feito a terceira modificação, fechando o meio com Ariel em lugar de Robinho, que saiu cansado. Mais uma vez a dupla de atacantes pelos flancos foi mal, com David e Marquinhos Gabriel sendo mais figurativos que Wagner Pires como presidente. Aliás, se Abel tira David todos os jogos, que tal começar a dar chances para o jovem Maurício? E Pedro Rocha? Bora voltar para ocupar aquela ponta-direita? Do jeito que está, sobrecarrega o time todo.

Fora

Com a expulsão, Sassá está fora do jogo contra o rival, no final de semana. Já Fred e Orejuela, que cumpriram suspensão, voltam.

Boa partida

Fábio, disparado, fez um jogo fantástico. Boa partida também de Henrique, Cacá, Edilson e Fabrício Bruno. Ederson, com incômodo, não foi o mesmo dos jogos passados, mas merece menção.

Bons nomes para o mercado

Sassá, David e Marquinhos Gabriel podem caçar rumo em 2020. Por mais que o camisa 99 seja voluntarioso, é ridículo um cara, amarelado, por a mão na bola e ser expulso. Deveria ser multado para deixar de ser besta. Tecnicamente é muito bom, mas a cabeça o trai. Já os demais, os serviços prestados não agradam quem gosta de um futebol minimamente jogado. Por terem "idade de mercado" são ótimas moedas de troca. A contar que todos os dias sai um bobo de casa, quem sabe não sai um e leva os três de uma vez? Para jogar no Cruzeiro, tem que honrar o manto, a história e o peso dessa camisa.

Por: João Vitor Viana



Últimas Notícias




História

Títulos

Ídolos Celestes

Jogadores Clássicos

Torcida

Mantos Celestes

Clássicos

Cruzeirenses Ilustres

Estatísticas

Curiosidades

TV Nação

Humor

Cliques da Nação

Artistas Celestes

Gatas Celestes

Tabelas

Calendário de Jogos

Downloads