Abel Mancini

Técnico celeste, no segundo mês de Cruzeiro, teve aproveitamento similar ao de Wagner Mancini em 2011

Em 26/11/2019 16:21

Abel Mancini

Abel Braga chegou ao Cruzeiro com o aval dos jogadores.

O "paizão" chegou para afagar os filhotes, lamber as crias e por ordem no galinheiro.

De início, até que teve um impacto razoável.

No primeiro mês de Abel, o Cruzeiro teve quase 50% de aproveitamento.

Já no segundo, um desempenho "Wagner Mancini", pífio, horroroso, de rebaixado.

Mancini, em 2011, teve um aproveitamento de 38% à frente do clube.

E teve a cara de pau de sair daqui falando que livrou o Cruzeiro da maior vergonha de sua história.

Calhorda que teve a pele salva por Roger e atletas com vergonha na cara que meteram 6-1 no rival naquele jogo histórico.

Jogo que nem Fábio e nem Montillo puderam jogar.

Vergonha na cara que falta hoje aos jogadores e ao próprio técnico Abel, a quem chamo de ex-técnico, por entender já estar ultrapassado.

Além de não cultivar o bom futebol, ainda deixa de lado jovens promessas como Popó, Welington, Maurício e Weverton, colocando em campo só os amiguinhos.

Típica "Cartilha Tite", que leva nada a lugar nenhum.

Abel Mancini, assim, vai seguindo à frente do Cruzeiro.

Que nessa reta final, brilhe nos olhos dos atletas o mesmo que aconteceu em 2011, quando ainda que tecnicamente inferiores, alguns chamaram a responsabilidade e tiraram o Cruzeiro daquele vexame.

Assim como em 2011, não temos técnico capaz de mobilizar o pessoal.

Que essa energia positiva emerja de dentro do time, dos líderes de fato, das pessoas de bem.

 

Por: Raposo Sensato



Últimas Notícias

Em 08/12/2019

Fim de um ciclo

Fim de um ciclo

Em 08/12/2019

Fim de um ciclo

Fim de um ciclo




História

Títulos

Ídolos Celestes

Jogadores Clássicos

Torcida

Mantos Celestes

Clássicos

Cruzeirenses Ilustres

Estatísticas

Curiosidades

TV Nação

Humor

Cliques da Nação

Artistas Celestes

Gatas Celestes

Tabelas

Calendário de Jogos

Downloads