Conversa para apaziguar?

Horários ridículos para o Cruzeiro vão gerar encontros para se aparar arestas

Em 13/01/2022 21:22

Conversa para apaziguar?

O Cruzeiro deverá procurar, em breve, a FMF a fim de achar um denominador comum para a tragédia que foi a liberação dos horários de jogos do Cruzeiro. Uma vez que o Cruzeiro não aceitou negociar com a Globo, vendendo os direitos, de forma exclusiva, para a Sempre Editora, de Vitório Medioli, a FMF, junto com o Grupo Globo, de forma política e atrevida, fizeram boicote ao Cruzeiro. Antes velada, agora a torcida é descarada. Contudo, o Cruzeiro vai conversar para tentar minimizar os impactos.

Como publicamos, o Cruzeiro vai jogar TODA A PRIMEIRA FASE, em horários nada sugestivos. Segundo uma matéria do portal UOL, muito se deve á crise política entre a família Aro, que preside a Federação Mineira, com Vitório Medioli, que também é prefeito de Betim. Essa balbúrdia toda também se deve por essa razão.

Além disso, há uma cláusula contratual que dá à Globo o direito de transmissão em horários nobres. O que pode se discutir é essa cláusula ou, se não abusiva, o que parece ser, se há a possibilidade de jogar em horário nobre, mas em dias diversos, como segunda ou sexta-feira. Afinal, nesses dias a senhora Globo não passa jogos do Campeonato Mineiro. E é melhor ver um jogo no estádio segunda à noite do que terça-feira à tarde.

O Cruzeiro, assim, ainda não se posicionou de forma oficial e deverá aproveitar a estadia de Ronaldo em Belo Horizonte para, talvez, ir à Federação buscar uma solução que seja, ao menos, mitigatória quanto a isso.

Pela venda dos direitos à Sempre Editora, dona do jornal O Tempo, o Cruzeiro recebeu R$ 5 milhões.

Por: João Vitor Viana



Últimas Notícias




História

Títulos

Ídolos Celestes

Jogadores Clássicos

Torcida

Mantos Celestes

Clássicos

Cruzeirenses Ilustres

Estatísticas

Curiosidades

TV Nação

Humor

Cliques da Nação

Artistas Celestes

Gatas Celestes

Tabelas

Calendário de Jogos

Downloads